“A Diplomata é uma moça fina, que toma chá na sua varanda, ao som dos pássaros.” Mas como não nasci em berço inglês e o meu som é a Zabumba, meu café é forte e sem açúcar. Com isso, estão todos convidados a tomar uma boa xícara de café em uma longa conversa com, A Diplomata.

Minhas Redes Sociais: http://www.meadiciona.com/jessicarutherford

Quem sou

Por mim...



Aracaju, Sergipe, Brasil





Bacharelanda em Direito -UNIT/SE; Bacharelanda em Direito - Fanese/SE; Jornalismo Online - ABED/SP; Francês Básico - UFS; Inglês - MINDS; Espanhol Básico - CSR/SE; Administradora dos Grupos Internos de Comunicação e Membro da Coordenadoria de Educação para o Trânsito da SMTT/Aju; Amante das Relações Internacionais e Públicas, da Política, da Diplomacia e suas Defesas, Estratégias e Harmonias. Corinthiana de berço, Inter de coração. Brasileira, Espanhola e Britânica. É isso.

-.---.---.-


Por ela...

"Antenada, simpática, comprometida com o trabalho, doce mas apimentada.  A Diplomata é uma mulher decidida, engajada, mas com seus truques e mistérios, como toda mulher faceira tem de ser. É inteligente, sagaz, humilde e encontra nas parcerias o segredo para o sucesso. No melhor estilo “come quieto”, a Diplomata conhece o mundo à sua volta como ninguém, prática e objetiva não perde tempo com coisas pequenas, mas não se esquece dos detalhes.
A Diplomata é uma menina com ares de mulher, que trabalha com cuidado e sempre estará disposta a bater um “papo cabeça” sentada num sofá e com uma boa xícara de café."

7 comentários:

  1. Come quieto é coisa de mafiosa! #ADOOOOOOORO essa diplomata! Definição perfeita! Xero!

    ResponderExcluir
  2. #ADOOOOROO a Bella Máfia! Beijos e obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Blog colocado em entre meus favoritos. Agora não te sigo apenas no twitter.

    ResponderExcluir
  4. Quanto mais busco o conhecimento ++ encontro sábios ah e uma “come quieto”, A Diplomata.
    Beijos n sou muito de blogar mas... adorei o teu

    ResponderExcluir
  5. Adriana Coutinho3 de julho de 2011 08:59

    É uma dura verdade, muitos desconhecem essa trite realidade que norteiam as separações mal resolvidas. Onde as maiores vítimas são os filhos, embora muitas vezes os pais alienadores não têm e a consciência do mal que estão causado a seus filhos.

    ResponderExcluir
  6. Comentário de Adriana Coutinho, sobre Alienação Parental: http://adiplomata.blogspot.com/2011/03/morte-inventada-analise-sobre-alienacao.html

    ResponderExcluir